Olhar Econômico

04 junho, 2006

Literalmente para o espaço

O primeiro astronauta brasileiro largou a farda de forma melancólica. Fiquei supreso ao ler essa matéria na Revista IstoÉ Dinheiro. Segundo a reportagem foram gastos cerca de R$ 10 milhões dos parcos recursos públicos destinados a ciência pelo governo brasileiro para obtermos um retorno desses. Marcos Pontes simplesmente não quiz mais. Abandonou literalmente o "barco". Bom, pelo visto vai ganhar a vida da venda de camisetas, brindes, chaveiros, palestras, consultorias e aposentado, é claro, sugando mais um pouco ainda. Realmente, isso é polêmico. Mas, acho que cabe bem a colocação do presidente da SBPC, que diz: "Foi uma carona paga” e que deveria ter um retorno maior para o Estado e para a Ciência e não em benefício próprio.

Uma questão que não cala é: quando o Estado investe em ensino superior, o retorno muitas vezes não é o mesmo? Aqui, só mudam os valores.

1 Comments:

  • comparar o ensino público superior (mesmo de péssima qualidade), responsável por 90% da produção científica do país, com uma aventura militar, onde a aeronáutica se dá o direito de confidencializar informações obtidas na viagem ignorando a origem da verba?
    não colega, você só vai poder fazer essa comparação daqui uns 15 anos, quando as universidades estiverem infestadas de fundações e as pesquisas retornarem apenas para a iniciativa privada.
    seu "olhar econômico" está meio míope.

    Rauni Fontana

    By Anonymous Anônimo, at 4/12/2007 02:19:00 PM  

Postar um comentário

<< Home