Olhar Econômico

12 novembro, 2005

Déficit comercial

Os EUA apresentou no mês de setembro um déficit recorde na sua balança comercial. O valor apresentado pelo Depto de Comércio Americano foi de U$$ 66,1 billhões. Óbviamente, os EUA é um dos países que mais representa no comércio mundial, mas uma comparação pode ser feita ao desempenho chinês. Na china, o superávit em outubro foi de U$$ 12 bilhões. Bem, os EUA foram rápidos em fazer, mesmo que de forma provisória, um acordo para os produtos têxteis chineses. No Brasil, não preciso nem escrever muito, pois é notório a evolução seguida dos indicadores de superávit na balança comercial. Realmente, o comércio mundial tem se tornado um ponto delicado nas negociações de cúpula, onde cada país, naturalmente, tenta fortalecer suas posições via defesa de seus mercados.