Olhar Econômico

10 novembro, 2005

Política e corrupção

Estarrecedora essa declaração e confissão do ex-ministro dos transportes do atual governo, Anderson Adauto. No seu depoimento na CPI, declarou que recebeu e recebia do "Valérioduto" somas infindáveis de recursos. Pode-se supor que podem ser recursos oriundos de impostos ou de outros fins. Quem saberá, afinal ao certo? Bem, mais complicado ainda é a absolvição do deputado Sandro Mabel, que era acusado de decoro parlamentar. Ora, ao que me parece isso poder ser um índicio de "marmelada", isso mesmo "pizza" nos caso de desvio de dinheiro e "caixa 2" no atual governo. Indica-se pelas reportagens que tenho acompanhado uma certa morosidade que é visível, sendo que, aparecem cada vez mais denúncias de até a possível existência do "Valérioduto" no governo FHC. Isso também não se pode descartado. Mas, ao que me parece mais confunde do que esclarece. É claro que qualquer denúncia deve ser investigada, mas na situação atual só serve para protelar mais os resultados na CPI. E que se diga de passagem tem um prazo para expirar.