Olhar Econômico

24 dezembro, 2005

Marketing internacional

Bela campanha essa do governo brasileiro ao pagar adiantado ao FMI. A BBC internacional concede destaque a essa atitude e relaciona aos "belos" números da economia nacional e a melhoria no ambiente do investimento. E parece que isto vai gerar, também, reflexos na Argentina. Bem, isto até certo ponto é vantajoso, pois parte do juro do serviço desses empréstimos serão economizados. Sem contar na melhoria de alguns índices importantes na tomada de decisão dos investidores internacionais, como o risco país. Agora, talvez, a maior será a confiança nas medidas tomadas pelo Ministério da Fazenda, através de Palocci. Já que este estava sendo muito criticado. Com essa sinalização do governo, através de Lula, a política econômica de seu governo não muda e se reeleito não mudará muito. Então, FMI não se preocupe! (mas, os empresários brasileiros estão em pé de guerra com mais essa, pois com este alto superávit -perto dos 5,6%, mas a meta era 4,25%- muito dos recursos para investimentos em infra-estrutura não são destinados para as áreas mais criticas).