Olhar Econômico

17 abril, 2006

10 anos do massacre

Nesta segunda-feira, 17 de abril, completam 10 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás (PA). Muito tem se falado do MST nos últimos anos. Uns contra outros a favor. Mas, é certo que esse é o principal movimento em ação no país. Polêmico na maioria das vezes.

Trabalho em um projeto de pesquisa que tem como foco o discurso dos lideres do movimento. Tenta-se buscar as contradições entre os que os lideres e as bases do movimento buscam.É precisamente na contradição, ainda pouco explorado pelos pesquisadores que se pode verificar a evolução do movimento. Ou seja, como o meio social, político, ético tem influenciado os discursos e ações do movimento.

Mas, neste post procuros relembrar que já fazem 10 anos do Massacre de Eldorado dos Carajás (PA) e pouco foi feito para punir os culpados. Infelizmente, a justiça tarda nesse país. Num informativo do MST podem ser lidos alguns comentários de algumas pessoas que sobreviveram ao massacre.

"Eles chegaram dos dois lados e nós ficamos no meio. Não tínhamos condição de fazer nada. Um monte de policiais armados com fuzil e metralhadoras!", Avelino Germiniano, 51 anos, sobrevivente do Massacre de Eldorado dos Carajás.

"Quando os ônibus de Marabá chegaram com os policiais, já desceram e deram uma rajada para cima. Achamos que era só para nos intimidar. Começamos a gritar palavras de ordem. Tinha um companheiro surdo-mudo, ele não entendeu nada e foi em direção aos policiais, o finado Amâncio. Ele foi o primeiro que caiu", Miguel Pontes da Silva, 42 anos, sobrevivente do Massacre de Eldorado dos Carajás.

"Levei uma pancada no pescoço e senti o sangue escorrendo nas minhas costas. No momento não percebi se era por causa da pancada ou se foi bala. Quando cheguei no barraco, meus filhos estavam agoniados. Coloquei eles nos braços e ainda carreguei mais dois filhos alheios. Cada dia que eu relembro aquilo parece que estou vivendo tudo de novo", Dalgisa Dias de Sousa, 50 anos, sobrevivente do Massacre de Eldorado dos Carajás.

Fonte: MST informa

3 Comments:

  • Josemar

    Obrigado por ajudar a lembrar daquele dia fatídico em Eldorado dos Carajás onde 19 homens foram brutalmente assassinados por 155 policiais.

    Um abraço

    Marco Aurélio

    By Blogger Marco Aurélio, at 4/18/2006 07:23:00 AM  

  • Joselmar

    Desculpe-me por ter escrito seu nom sem o L.

    By Blogger Marco Aurélio, at 4/18/2006 07:26:00 AM  

  • Marco Aurélio

    Primeiramente, obrigado pela visita e pelo comentário.

    Infelizmente, temos que lembrar deste dia. Não porque eram trabalhadores rurais, mas porque eram seres humanos que lutavam por seus ideais. E, foram brutalmente assassinados com as mínimas chances de defesa. Mais grave que isso é o sentido de impunidade que paira no ar. Custo a acreditar que no Brasil teremos uma justiça mais rápida, principalmente, quando se trata de uma mortandade coletiva. Realmente, isso me deixa triste. Abraço, Joselmar

    By Blogger Joselmar Silva, at 4/18/2006 08:40:00 AM  

Postar um comentário

<< Home